Shar-Pei

A origem do Shar-Pei e incerta.

IMG 20140416 194114 - Shar-Pei

A minha historia com Shar-Pei começou um pouco depois que eu tive que fazer a REABILITAÇÃO CNH CASSADA, de tanto levar o meu Shar-Pei de forma errada no carro.

Pode ser um descendente do Chow Chow, a quem assemelha-se pela língua azul.

E possível que tenha surgido inicialmente no Tibete ou no Norte da China ha 20 séculos, sendo que os primeiros exemplares da raça eram bem maiores do que os atuais.

Existem obras de arte antiqüíssimas (Dinastia Han, 206 a.c) que retratam o Shar-Pei.

No passado esse excelente caçador de javalis e guardador de rebanhos, era também utilizado para combates, esporte extremamente popular na China.

Sua pele solta dificultava o abocanhar dos adversários de combate e ha quem diga que eram utilizadas drogas para instigar sua agressividade, já que se trata de um cão afável e dócil.

O tipo físico original do Shar-Pei foi se perdendo na própria China, a partir do final da década de 40.

Foi o preço pago pelo mundo canino em conseqüência da Revolução Comunista no país em 1949. Nessa época, a raça quase foi extinta.

A posse de cães e outros animais de estimação virou um luxo proibido.

Abriu-se uma exceção para os cães de camponeses que comprovadamente os usavam para caça. Os demais só poderiam ter o direito de existir se seus proprietários arcassem com multas altíssimas.

Caso contrario, a sentença era a execução, cumprida pelos soldados de Mão Tse Tung.

Os cães não trabalhadores do pais viram alimento para o povo esfomeado.

P or sorte, o Shar-Pei original era um excelente caçador.

Por azar, o numero de caçadores era relativamente pequeno, restando poucos exemplares vivos.

E mesmo entre esses nem todos escaparam da morte, e desta vez por uma seleção dos próprios caçadores, que utilizavam apenas os serviços dos exemplares considerados bons na caça.

Os outros eram servidos a mesa.

Os poucos Shar-Peis sobreviventes tiveram que enfrentar ainda outro problema: os efeitos da desnutrição. Alimentando-se apenas com sobras das mesas dos camponeses, começaram a diminuir gradativamente de tamanho. A desnutrição impede que o tamanho ideal determinado pelo potencial genético seja atingido.

Inteligência Canina: um guia sobre a inteligência dos cães

Inteligência Canina: um guia sobre a inteligência dos cães

Inteligência Canina: um guia sobre a inteligência dos cães
Inteligência Canina: um guia sobre a inteligência dos cães

Não existem dúvidas de que os cães são inteligentes.

Afinal de contas eles são capazes de aprender truques, entender comandos e diferenciar broncas de momentos de afeto.

Quando falamos de aprendizado.

Fica nítido o quanto alguns cães possuem mais facilidade para aprender.

Eu mesmo já tive muitos problemas quando meu cão era rebelde.

Sempre dirigia com ele no meu colo.

Tive várias multas por causa disso até que um dia sofri um acidente por causa disso chegando a ter minha cnh bloqueada.

Até que resolvi mudar essa situação e em vez de não carregar meu cão comigo resolvi treivá-lo a ficar somento no banco de tráz do meu carro.

Mas voltando ao assunto!

Você já teve mais de um cãozinho?

Lembra o quanto aquele aprendeu mais(ou menos)
rápido que esse?

Isso prova que o nível de inteligência não é idêntico para todos os cães.

A célebre frase

“O cachorro mais inteligente é o vira-lata”

Não é um fato real.

Existem sim vira-latas muito inteligentes, com uma facilidade enorme para aprender.

Entretanto não podemos generalizar por conta do comportamento de um único cão.

O problema das bolas de cabelo em gatos

O problema das bolas de cabelo em gatos

O problema das bolas de cabelo em gatos
O problema das bolas de cabelo em gatos

O problema das bolas de cabelo em gatos – Se você tivesse que escolher um dos gestos mais característicos de gatinhos e gatos adultos.

Tanto é que o gato pose típica deitado no chão lambendo sua consciência de todo o corpo sem ser por trás de qualquer Recobeco ou em qualquer área no entanto inacessível pode parecer visão simples.

Mas isso é ao seu alcance, como todos os outros.

Simplesmente para torcer um pouco mais a espinha flexível …

É que esses animais são únicos.

Bem, o hábito higiênico de cada gato para caminhar durante todo o dia lamber seu cabelo em busca de imperfeições.

E com a intenção de tê-lo sempre tão limpo quanto possível.

Não é sem consequências para o felino.

A primeira é as bolas de cabelo indesejáveis que são formadas para o gato depois de lamber o cabelo continuamente.

Todo aquele cabelo que está agarrando com a língua tão raspada que eles têm apenas por dentro porque não tem as luzes necessárias para ir cuspir enquanto ele limpa.

E, a propósito, é quase um terço da vida que o gato passa a limpar e "lavar ".

Então, não estamos falando de quatro e meio cabelos que são engolidos de vez em quando.

Nós falamos de uma quantidade grande e perigosa de cabelo que entra no estômago e intestinos.

Então você tem que encontrar alguma solução para o que seu corpo não eliminar por conta própria, o que é apenas parte do total.

O momento mais problemático para engolir o cabelo é precisamente quando mais cabelo cai para o gato.

Que está nas duas estações do cabelo galpão a cada ano. Naquele momento, é mais necessário se.

Em outros, levar em conta as sugestões que daremos
abaixo sobre como lidar com esse problema.

Os gatos, por sua vez.

Expulsam certa parte das bolas de cabelo que ingerem.

Seja por vômitos simples ou por fezes.

Mas ainda há uma grande parte de todos os cabelos que permanecem no trato intestinal ou mesmo no estômago.

Também há gatos mais propensos do que outros por esse mal.

Como você pode ter imaginado, gatos de cabelos longos , como gatos persas.

Angora ou a floresta norueguesa, são aqueles que consomem mais cabelo.

Os gatos mais velhos precisam de mais cuidados e
atenção.

Além disso.

Os gatos já envelhecidos têm menos facilidades para se livrar de todos os cabelos que engolir e é necessário estar mais atento a eles.

O que você pode fazer para ajudar?

Uma boa idéia é remover uma boa quantidade de cabelo mesmo antes de engolir, limpando-se.

Como?

Especialmente na primavera e no outono, quando ela lança seus cabelos.

Escovando-a com freqüência com um instrumento especializado para arrancar o cabelo do gato.

Fazendo isso pelo menos uma vez por dia.

De preferência pela manhã, fará o resto do dia muito menos cabelo que cai.

Como o pincel é usado para o cabelo do gato ?

Primeiro contra o grão para descartar o cabelo morto e depois na direção oposta.

Terminando com uma toalha úmida que levará o resto do cabelo que a escova não poderia segurar bem.

cachorros de gatos simpsons de gato vomitando bola de cabelo.

No campo da prevenção também há coisas que podem ser feitas, por exemplo.

Para que você não caia tanto cabelo.

Se você adicionar muita fibra à sua dieta, isso irá ajudá-lo a eliminar muito melhor os cabelos ingeridos.

Tornando suas fezes mais volumosas.

Eles já fazem isso por conta própria, você sabia?

Você já viu um gato comendo as folhas dos vasos de sua mãe com a sua consequente raiva …

Mas o gato faz isso completamente para purgar.

Porquê os gatos comem gramas?

As ervas que ele come,

Às vezes até a própria grama.

Comem-nas para adicionar fibras e para melhor eliminar as fezes e cabelos que acompanham.

Mesmo assim, melhor do que comer qualquer erva.

Compre no veterinário grama especial para gatos que funcionará melhor.

Tanto para evacuar e às vezes causar vômitos e naqueles espasmos estranhos que os gatos têm quando vomitam.

Libertem bem parte do cabelo engolido.

Estas ervas são vendidas em pequenas bandejas de plástico que trazem sementes.

Ao regar e esperar alguns dias.

Uma espécie de grama começa a brotar que é totalmente agradável a qualquer gato.

Os encanta!

Mas se já estamos falando de obstruções intestinais graves devido às bolas de cabelo.

Você começará a ver certos sintomas de que, se durarem mais de três dias, você terá que ir ao veterinário para examiná-lo.

Nós falamos de vômitos, vômitos, regurgitação, gastrite, constipação ou falta de apetite.

Como todos os problemas de nossos filhotes , os primeiros não são perigosos, mas.

Se não recebem a devida atenção, podem levar a coisas mais graves.

A maior autoridade no assunto

A maior autoridade no assunto

A maior autoridade no assunto
A maior autoridade no assunto

A maior autoridade no assunto é Stanley Coren, psicólogo e treinador de cães.

Ele ama tanto cães que já teve vários pontos na cnh por conta de dirigir com seu cachorro ao lado.

Em 1996 ele publicou o livro “A Inteligência dos Cães” com uma extensa pesquisa e informações sobre o assunto.

Do livro de Coren é que surgiu o principal Ranking de Inteligência Canina utilizado até hoje, esse ranking foi elaborado tomando como base uma pesquisa com cerca de 200 juízes especialistas em cães.

Inteligência dos cães

O autor do livro levou em conta a inteligência dos cães relacionada a obediência e trabalho.

O ranking não deve ser levado ao pé da letra, mas serve como uma excelente referência no assunto.

Nesse ranking foi analisado diversos pontos do comportamento canino aliado ao aprendizado e execução de ordens.

Ele deve ser considerado mais como um ranking que mostra a facilidade de adestramento de cada raça do que um ranking de inteligência propriamente dito.

A influência do ambiente

O ambiente é uma das maiores influências na inteligência canina. Cães que são habituados a receber ordens e vivem em ambientes saudáveis são mais propensos a facilidade de aprendizado.

Cães não aprendem só quando recebem ordens, cães também aprendem observando o comportamento humano.

Um exemplo? Tente dar ordens a um cão que vive preso na coleira e quase não tem relações diárias com um ser humano. Você verá que é bem mais difícil.

Devo escolher um raça pelo ranking de inteligência?

Sim e não. Ao escolher uma raça de cachorro, certifique-se de que a mesma atende a todas as suas necessidades antes de pensar no nível de inteligência.

Mesmo os cães ditos menos inteligentes são capazes de aprender, cabe a você orientá-los.

Todos os cães são inteligentes

Salvo os casos de doenças e afins, nenhum cão é incapaz de aprender. Cabe a nós sermos responsáveis e educá-los adequadamente com muito amor e, principalmente paciência.

Não é porque seu cão está demorando a aprender que você deve desistir. Tenha paciência, certifique-se se as técnicas utilizadas são eficazes e continue. Uma hora você verá que o cão entenderá seus objetivos. Isso é sadio, tanto para o cão como para o dono.

Seguro para animais na Venezuela

Seguro para animais na Venezuela

Seguro para animais na Venezuela
Seguro para animais na Venezuela

Seguro para animais na Venezuela, O melhor amigo do homem é o cão.

Mas também é o gato.

Mas muitos dizem que os gatos são mais para as mulheres.

então devemos ter seguro para cães e gatos .

Este é um plano de seguro na Venezuela.

Onde podemos cuidar do nosso amigo fiel por qualquer problema que tenha um médico ou um acidente.

Meu gatinho ficou muito doente ao ponto de eu ter a minha HABILITAÇÃO SUSPENSA, ao passar o farol vermelho quando fui levá-lo ao veterinário.

Devemos ter em mente que um cão e um gato devem ser protegidos tanto quanto possível para estar preparados para qualquer problema comum que surgir.

CÃES E GATOS

Existem alguns cães que são um pouco agressivos, embora também possa ser o cão mais dócil.

Mas pode morder alguém por medo ou terror, uma das razões é que está com medo ou que está sendo atacado.

O seguro para cães e gatos deve ter uma cobertura em que tenha responsabilidade para o civil.

Onde a empresa se comprometeu a pagar a pessoa que foi assaltada por esse animal em questão.

Mas também no seguro de gato pode variar nesse gato porque a grande maioria não doi.

Mas já viu casos desse tipo de agressão de animais felinos.

Estes tipos de seguro para animais são obrigatórios em países como a Espanha.

Embora existam outros países que os indivíduos solicitam esse tipo de seguro.

Embora se você tenha um cão agressivo, como o Pit Bull ou o Boxer, você, sem dúvida.

Terá seguro para qualquer tipo de problema que possa surgir.

De qualquer forma que seu país não é obrigado a ter esse tipo de seguro para seu amigo fiel.

É melhor fazê-lo o mais rápido possível.

Precisamos ser 200 mil desde a metade do dinheiro deixado, mas o melhor é que você também evite gastar se seu amigo leal faz algo ruim que você certamente não encontrará uma maneira de corrigi-lo rapidamente.

Agora, o que não devemos esquecer é que você é responsável por seu cão ou gato que você tem, mas que teremos que cuidar de todos os desastres que você faz e a melhor opção é ter seguro

TOP 10: Raças menos inteligentes

TOP 10: Raças menos inteligentes

TOP 10: Raças menos inteligentes – Olá! Eu me chamo Sabrina Mares e vou te falar das 10 raças de cães menos inteligentes que existe, apesar de que eu também não sou muito inteligente porque sempre carrego meu cachorrinho no carro comigo e já tive até a cnh suspensa por conta disso, se vai carregar seu cachorro no carro, amarra ele.

Mas vamos ao assunto.

Eles são companheiros, brincalhões, mas definitivamente a habilidade cognitiva não é seu forte.

Conheça aqui o ranking com as 10 raças menos inteligentes entre os cães.

10 – Basset Hound

Basset Hound - TOP 10: Raças menos inteligentes

A décima posição dos cães intelectualmente menos privilegiados é ocupada pelo fofo Basset Hound.

Os olhos de cão abandonado e as orelhas baixas já garantem a paixão por ele. Afetivo, o Basset Hound é uma ótima companhia para crianças e pode viver tranquilamente em apartamentos.

9 – Mastim Napolitano

Mastim Napolitano
Mastim Napolitano

Um gigante italiano.

Assim é o Mastim Napolitano.

O nono colocado, é indiscutivelmente de grande porte, podendo alcançar mais de 70 quilos na fase adulta.

De andar lento, o Mastim é um cão pra ser admirado e muito bem cuidado.

Utilizado como guardião, o Mastim é hoje utilizado para concursos.

E para tanto a alimentação selecionada e rica em cálcio é indispensável para garantir a saúde.

8 – Beagle

Beagle
Beagle

De pequeno e médio porte, a 8ª posição é ocupada pelo Beagle. Desenvolvida para caça de lebres, coelhos e raposas, a raça é considerada muito ativa e já integrou a matilha da Rainha Elisabeth I, numa seleção que ficou conhecida como pocket beagles.

De pelagem curta e fácil de cuidar, o Beagle pode alcançar os 40 cm e 15 kg.

Com tanta energia, o Beagle não é recomendado para parceria com crianças menores de 5 anos. TOP 10: Raças menos inteligentes

7 – Pequinês

Pequinês
Pequinês

TOP 10: Raças menos inteligentes – Uma das mais antigas raças do mundo, a história do Pequinês é datada do século XII na China.

Preferido da monarquia da época, a sétima posição é conhecida pelos olhos grandes e cristalinos.

Com até 6 kg, o Pequinês é considerado um cão amigo, sendo uma ótima companhia para crianças.

Chegou ao Brasil na década de 1960, atraindo a atenção comercial e proliferação de cruzamentos desqualificados.

Restrito a clube de criadores, é muito dificil encontrar o Pequinês e a sua beleza característica.

6 – Bloodhound

Bloodhound
Bloodhound

TOP 10: Raças menos inteligentes- Conhecido como cão de Santo Humberto, a nossa  sexta posição é um autêntico farejador.

Cão de sangue, em tradução livre, o BloodHound ficou conhecido por sua habilidade de localizar animais feridos na Europa.

Desaconselhada para guarda, a raça de grande porte é tida como carinhosa e equilibrada.

Os cuidados ficam por conta da prevenção de otites e problemas gástricos.

Tudo para garantir os momentos de alegria ao lado desse grande amigo.

5 – Borzoi

Borzoi
Borzoi

Exótico. Nada define melhor nossa quinta posição.

Borzoi é uma raça de origem Russa que foi sendo aperfeiçoada para a caça de lobos.

Nos Estados Unidos, o contraste entre sua cabeça encurtada e corpo alongado rendeu o status de cão glamouroso.

Reservado, o Borzoi demonstra seu carinho de forma mais contida. Bastante ativo, os animal dessa raça precisa de espaço para desenvolver e manter a musculatura.

4 – Chow Chow

Chow Chow
Chow Chow

Originário da Mongólia, o quarto lugar é dono de um pelo denso, cabeça larga e orelhas pequenas.

Uma combinação que garante ao Chow Chow uma uma enorme juba.

A grande curiosidade nesta figura é, sem dúvida, a sua língua preto-azulada.

Mantido como cão de companhia, o Chow Chow não é muito adepto da parceria com outros cães.

Para garantir a sociabilização da raça é preciso habitua-lo desde cedo. Em casa, ele é conhecido pela lealdade e discrição.

Quase sem latir, o Chow Chow é uma ótima indicação para apartamentos.

3 – Bulldog

Bulldog
Bulldog

De aparência marrenta, o terceiro lugar tem um nome bem sugestivo.

Bulldog, ou cão touro em tradução livre, foi largamente utilizado para embates violentos com os touros na Europa do século XII.

No trato doméstico, a ferocidade do Bullgod foi substuída pela tranquilidade e obdiência e defesa ao dono.

Muito higiênica e de raro latido, o Bulldog é uma ótima companhia, inclusive para apartamentos.

2 – Basenji

Basenji
Basenji

O vice colocado no top 10 vem da África. Basenji é uma raça com mais de 4 mil anos de história.

De pelagem curta e pernas longas, o Basenji descende dos cães saídos do Zaire em 1830.

De constituição leve e aparência aristocrática, o Basenji é a única raça que não late.

Um tanto teimoso, o Basenji não é lá muito fácil de treinar, mas mantém o carinho e um senso protetor.

1 – Afghan Hound

Afghan Hound
Afghan Hound

E a medalha de ouro vai para… Afghan Hound.

Originária do Egito antes mesmo de Cristo, a raça pouco mudou ao longo do tempo.

A aparência é mesmo a mais peculiar.

Pelagem compacta, sedosa, topete charmoso e um ar oriental coloca o Afghan Hound como uma das raças mais concorridas em concursos de beleza.

Em casa, o animal mantém um temperamento reservado, mas muito apegado ao dono.

Um passeio ou descanso no sofá estará garantido.